Dólar incentiva turismo no exterior

Após sofrer queda de 25% no número de passageiros embarcados em razão das turbulências da economia, o setor de turismo volta a respirar. Animados com o dólar barato e a retomada da economia, os brasileiros estão voltando a fazer viagens internacionais. Além do câmbio favorável, viajar para o exterior ficou mais barato. A crise econômica colocou um freio no turismo nos países ricos e derrubou os preços das passagens aéreas e hotéis em destinos como Europa e Estados Unidos. Os pacotes estão em média 30% mais baratos.dolar

“Alguns destinos estão vendendo como pão quente” diz Alípio Camanzano, presidente da Decolar.com, empresa de venda de passagens aéreas pela internet. “O dólar barato e as promoções que as companhias aéreas estão fazendo estão animando os viajantes”, diz. Entre as pechinchas, Camanzano cita passagens a US$ 99 para Miami e pacotes de quatro noites em Nova York a US$ 384, com hotel incluso. “Há um ano, esse pacote não sairia por menos de US$ 800”, diz. A empresa hoje embarca cerca de 20 mil passageiros/mês – no mesmo período do ano passado, a média mensal era de 15 mil embarques, conta Camanzano.

De outubro do ano passado até março, as agências de viagens chegaram a registrar queda de 25% na procura por pacotes. A situação começou a melhorar em abril, mas o aumento dos casos de gripe suína em junho atrapalhou destinos apreciados no México (queda de 90% nas vendas de pacotes), Argentina e Chile. “Os pacotes para a Argentina tiveram uma queda de mais de 50% em razão da gripe suína”, diz Leonel Rossi Júnior, diretor de assuntos internacionais da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). A recuperação para valer começou em agosto. “A retomada da economia, os bons preços das passagens aéreas e a diminuição nos casos de gripe suína finalmente estão dando novo fôlego às viagens internacionais”, diz o diretor.

Segundo Rossi, os destinos internacionais mais procurados são os tradicionais roteiros pela Europa (Paris, Roma, Madri, Lisboa e Londres) e EUA (Miami, Orlando, Nova York, Las Vegas e Califórnia). Ele aponta também uma tendência de diversificação dos destinos. “Há pacotes de 9 noites em Israel e Jordânia que custam em torno de R$ 5,6 mil e que estão vendendo bem”, diz. Destinos como Índia e Egito também começam a ser procurados.

Rossi acredita que, apesar do bom momento, 2009 ainda terá um resultado 5% menor em relação a 2008, que foi um ano de muita expansão no setor até o último trimestre do ano, marcado pelos efeitos da crise.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: